Girly Tumblr Themes
"Hapiness in small things

Nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia.




Se sabe que não gosta, por que faz? Será a necessidade de se sentir importante pra alguém?! Ou será, simplesmente, a concretização do que realmente é?! Cuidado! Quem sabe chegar, sabe sair. E, as vezes, o coração engana. Mesmo parecendo que está acertando. Ah, ele erra! E erra feio. O cupido atira a flecha pro lado errado, ela bate na parede e acaba voltando pro mesmo lugar. Por que? Não se sabe ao certo. Só que a repetitividade cansa! Falar sempre as mesmas coisas e não ver resultados, cansa mais ainda. Não que a rotina não seja interessante. Amamos a rotina! Mas a rotina boa: aquela de acordar leve, com o coração livre, respirando ar de felicidade pura e plena. E não essa a que estamos acostumados. De acordar em disparado, angustiado… Chega! Pra quê?! Quem gosta de viver de aparências? Gritando a felicidade aos quatro cantos, quando, a mesma está implícita nas coisas que, de tão pequenas (e sufocadas pelas ruins), simplesmente, somem. Ficar de bem com aquilo que se denomina “vida” na menor parte do tempo não me vale! Não vale pra ninguém, na verdade. Só consegue ser feliz, quem tem certeza ~absoluta~ daquilo que se quer. E, se realmente quer, até as coisas que parecem ruins, ficam boas. Até quem luta contra, favorece. E, ainda me pergunto, por que insistimos tanto naquilo que não dá certo? Me questiono e me respondo: costume. Bendito costume! Talvez não tão bendito assim… E, voltando ao começo, por que faz? Se sabe que uma mentira destrói todas as verdades, POR QUE FAZ? Não dá pra ficar implorando por amor, atenção e carinho a vida toda, né?! Uma hora a gente cansa! Cansa de dar tudo e não receber nada. E, é isso, absolutamente nada. Nem um terço daquilo que se pede. Tudo bem que ninguém tem tudo o que quer, mas, mas… Mas, “e se”? E se tivesse? E se pedir pouco fosse sinônimo de pedir muito, pedir tudo? Poucos entendem! Difícil compreender o que se passa na cabeça de uma pessoa que está sem rumo. E, se você tenta dar rumo, não obtém sucesso. O que fazer? Como concretizar aquilo que se planeja desde que se entende por gente? Não sei! Tantos “não sei” pra poucas certezas. E, sem certezas, quem sobrevive? Até a vontade de estar presente, desaparece. Dá vontade de sumir, fugir! Mas, ao mesmo tempo, fugir não resolve nada. Tapar o Sol com a peneira, só espalha seus raios, não os escondem. O que a gente realmente precisa entender e acreditar é que: quem não te procura, não sente sua falta! E, se não sente sua falta, não te quer presente. E, se não te quer presente, não te ama. ~Bendito costume~. Acostumar-se com as situações não as mudam. Quem muda somos nós! Quem cansa, somos nós! Desgaste emocional! Chamo isso de desgaste, porque chamar de “dependência” se torna humilhante, né?! Mas quem pensa nisso? Quem quer saber disso? Na hora “H”, tudo fica vário. Até as incertezas viram certezas. Ou não. Ou estão apenas mascaradas pela NECESSIDADE de se parecer bem. Pra quem? Pros outros? Ah, disso nada me vale! Não compensa estar de bem aos olhos de quem me vê e estar ruim comigo mesma. Não vale fingir que ~tudo passa~, que ~o tempo é rei~. Para! Chega! O tempo não para e a gente morre um pouquinho todo dia. Isso aqui é tão curto, tão pouco. Temos que aproveitar! Da melhor forma, se possível. E é possível! Se fossemos colocar na balança, o que pesa mais, o sentimento ou a mente? Preparar a mente para aquilo que está no porvir é o essencial. Estar pronta pro que der e vier! Sentir firmeza nos pés e na alma. Saber que, caso ouse pestanejar, haverá alguém para te segurar, te amparar. E, se quem deveria ocupar esta posição, não a faz, o que a gente tem de papel? Dar um basta! De vez! Logo! Sem olhar pra trás. Já se soube onde esteve, deve saber onde vai. Não dá pra jogar no abismo e olhar se realmente caiu. Se está lá, pediu para estar. Pediu não, implorou de pés juntos e joelhos no chão! E, quem somos nós pra negar o ocorrido? As coisas acontecem porque devem acontecer! TUDO tem começo, meio e fim. Nosso papel, nessa história toda, é filtrar o que foi bom, guardar num espacinho do coração e deixar o restante livre para receber o que há de vir! E, assim vamos. Com força nas palavras e fé naquilo em que se acredita. Tudo pode se resolver. Só parar, pensar e fazer.





(Source: flower-girl-love, via casa-do--sol)



umbarzinho-umviolao:

∞

umbarzinho-umviolao:

(via wearingsmiles)




“Eu queria ao menos me livrar de você. Sentir aquele friozinho na barriga, que só quem é livre de tudo consegue sentir. Eu me sinto preso à você, porque você costuma habitar constantemente a órbita em que o meu mundo se encaixou. Sei lá, tô viciado em você, a pior das drogas que já experimentei. E aí, qual é a minha solução?”

Physicous.  (via mthfucks)

(Source: physicous, via dandarahcosta)


Rotina implícita de meros sonhadores.. Interessante, cara!

Rotina implícita de meros sonhadores.. Interessante, cara!



(via comoeamar)



(via comoeamar)




(Source: overdose-de-riso, via comoeamar)


(Source: catholicboysintrouble, via comoeamar)




mrsdanielradcliffe:

lacewingfly:

my favorite scene….

Lets take a moment here and appreciate how sexy Dan is in his boxers….

(via comoeamar)




Tumblr Themes By: CherryBam.com